VACINAÇÃO DAS CRIANÇAS CONTRA A COVID-19 A PROGRAMAÇÃO SEGUE COM A FAIXA ETÁRIA DE 6 ANOS


Nesta próxima sexta-feira 25/02/2022 receberão a 1.ª dose da vacina contra a COVID-19, as crianças de 6 anos, com a programação de vacinar os nascidos entre os meses de janeiro e junho no período da manhã e os nascidos entre os meses de julho e dezembro no período da tarde no Centro Municipal de Vacinação localizado na rua Julieta Veiga Queiroz n.º 250.

O Secretário Municipal de Saúde, Julio Sandrini, explica que essa divisão em grupos de acordo com o mês de nascimento foi importante e necessária para melhorar a logística da vacinação. Nas etapas anteriores com outros grupos etários não se constatou a formação de grandes filas e, muito menos, longas esperas para as crianças receberem a dose do imunizante.

“Ouvir os pais através da Ouvidoria da Saúde e de mensagens com ideias sobre formas de melhorar o processo de vacinação foi muito importante para que pudéssemos organizar melhor essa etapa da campanha de vacinação. O SUS se constrói assim com a participação de todos, principalmente dos usuários,” destaca o Secretário.

Importante reiterar que nessa data só serão vacinadas as crianças que já completaram 6 anos de idade. Aquelas crianças, que mesmo que estejam perto de completar 6 anos, não precisam ir até o local porque não serão vacinadas nesse dia. As doses são calculadas antecipadamente para facilitar e agilizar o processo de diluição, preparo e aplicação, de acordo com o número de crianças cadastradas nos sistema de informação do SUS para cada faixa de idade.

“As crianças que fazem parte desse grupo não precisam ir ao local com muita antecedência e formar filas porque as doses estarão disponíveis para todas que já completaram 6 anos de idade, sem risco de faltar vacina,” ressalta a enfermeira Francine, Coordenadora do Centro de Vacinação.

Na próxima semana estarão disponíveis as doses para vacinar as crianças de 5 anos, última faixa etária prevista para essa fase da campanha de vacinação contra a COVID-19. Na sequência serão disponibilizadas novas oportunidades para as crianças que, por alguma razão, não foram vacinadas na data programada.

Embora os pais hesitantes sejam minoria, muitos afirmam terem muito medo de reações adversas à vacina, entretanto a segurança dessa vacina foi confirmada pelo Relatório do Centro de Controle de Doenças (CDC) dos Estados Unidos, baseado na experiência da aplicação de 8,7 milhões de doses de vacina em crianças de 5 a 11 anos.

“Vale destacar que as vacinas são a melhor forma de evitar mortes e sequelas graves decorrentes das doenças imunopreviníveis e que a vacina infantil contra a COVID-19 tem dosagem e composição diferentes da utilizada para os maiores de 12 anos”, finaliza o Secretário.

 


Categorias: Saúde,