Setep promove ação de conscientização no combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes


Dia 18 de maio é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes e, para chamar a atenção da comunidade sobre a importância desse tema, a Secretaria Municipal de Trabalho, Emprego e Promoção Social, através da equipe do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e do Conselho Tutelar, promoveram no dia de ontem uma ação nas ruas do centro da cidade.

Para sensibilizar e conscientizar a população, a equipe distribuiu um material informativo com orientações sobre como identificar e evitar o abuso e a exploração sexual, com dicas de proteção de crianças e adolescentes com o objetivo de desenvolver um processo de socialização e educação com direitos e respeito.

“É uma data muito importante na qual a gente sensibiliza a comunidade piraiense para que fique alerta para algumas situações que acontecem muitas vezes dentro de casa. Às vezes os familiares não observam, mas tem sim como identificar alguns comportamentos e sintomas que crianças e adolescentes podem apresentar. Enquanto pai e mãe o papel é de ensinar, de educar e de proteger os seus filhos”, comenta a secretária Maria Lúcia da Silva Godoi.

De acordo com o Conselho Tutelar do município, houve um aumento de casos de violência contra crianças e adolescentes denunciados ao órgão devido à pandemia do novo corona vírus. “As crianças estão ficando muito tempo em casa. Devido à pandemia, as escolas estão fechadas e os maiores abusadores estão dentro das casas, é muito importante enfatizar isso. A pessoa que deveria ser o protetor muitas vezes é o agente violador. Por isso os familiares devem ficar atentos a qualquer comportamento diferente dessa criança e denunciar em qualquer desconfiança, pois não temos os professores auxiliando na identificação desses casos”, esclarece a conselheira tutelar, Irecê Canavarro.

As denúncias podem ser feitas anonimamente pelo telefone do plantão do Conselho Tutelar, pelo telefone do Creas, nas delegacias e também no disque 100. “O Creas possui uma equipe multidisciplinar para investigar e acompanhar os casos de violência denunciados. Pais e mães observem os seus filhos. É muito importante colocarmos limite para os nosso filhos. As mídias e redes sociais contribuem no desenvolvimento, mas desde que sejam utilizados com limite”, enfatiza Maria Lúcia.

Números para denúncias:

CREAS – (42) 3237-4071

CONSELHO TUTELAR (42) 3237-1929 OU (42) 9 9998-3695

DISQUE DENÚNCIA DIREITOS HUMANOS – 100

O que é violência sexual?

É uma violação dos direitos sexuais, porque abusa e/ou explora do corpo e da sexualidade, seja pela força ou outra forma de coerção, ao envolver crianças e adolescentes em atividades sexuais impróprias à sua idade cronológica, ou ao seu desenvolvimento físico, psicológico e social.

Por que o dia 18 de maio?

Nesse dia, em 1973, uma menina capixaba de Vitória (ES) foi sequestrada, espancada, estuprada, drogada e assassinada numa orgia imensurável. Seu corpo apareceu seis dias depois desfigurado por ácido. Os agressores jamais foram punidos. O movimento em defesa dos direitos de crianças e adolescentes, após uma forte mobilização, conquistou a aprovação da Lei Federal 9.970/2000 que instituiu o 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento pelos direitos de crianças e adolescentes e na luta pelo fim da violência sexual. Portanto, esse é um dia em que toda a população do Brasil deve se manifestar contra a violência sexual cometida contra crianças e adolescentes.


Categorias: Assistência Social,