Saúde de Piraí faz testagem de Covid-19 em seus funcionários.


A medida visa executar um rastreamento e identificar como está a circulação do vírus entre os funcionários da linha de frente do enfrentamento da pandemia no município.

A Secretaria Municipal de Saúde de Piraí do Sul, iniciou na sexta-feira (17) a testagem da Covid-19 em todos os funcionários da Secretaria. A medida visa executar um rastreamento e identificar como está a circulação do vírus entre os funcionários da linha de frente do enfrentamento da pandemia no município.

A testagem iniciou pelos servidores e profissionais de saúde do Hospital Municipal Santo Antônio e a partir desta quarta-feira (22) a coleta de material para a testagem sorológica será estendida para todas as unidades de saúde, sendo testados todos os funcionários, com exceção daqueles que não quiserem realizar o exame.

Para fazer a testagem, a Secretaria de Saúde se baseou em referências científicas e experiências exitosas de diversos municípios do Brasil e do mundo que realizaram essa metodologia de levantamento epidemiológico.

Uma das boas estratégias para reduzir a transmissão de coronavírus é a implementação de programas de testagem para diagnóstico e posterior rastreamento de contato entre as pessoas, que basicamente consiste em manter contatos telefônicos com os infectados, e também buscar quais foram as pessoas com quem tiveram contato recentemente. Assim, o profissional da Secretaria de Saúde liga para toda a lista que foi fornecida pelo paciente positivado no teste e avisa a essas pessoas que elas também precisam se manter em quarentena.

O secretário municipal de Saúde, Julio Sandrini, destaca que com o resultado dos testes será possível fazer um diagnóstico da infecção viral nos funcionários da Secretaria de Saúde para elaborar novas estratégias de controle e combate à Covid-19. “Nosso objetivo é retardar ao máximo a propagação do vírus para ganhar tempo na expectativa de que se consiga desenvolver uma vacina ou um tratamento medicamentoso eficaz. Esse processo de rastreamento que estamos realizando com nossos funcionários é novo, mas estamos muito otimistas com essa estratégia”, comenta o secretário.  Ele destaca que o contágio é muito rápido e por isso a importância do acompanhamento. “O que chama a atenção no coronavírus é a sua curva de dispersão, elevada e de rápido contágio. Isso cria uma alta vulnerabilidade aos profissionais de saúde da linha de frente do atendimento à população. Por isso, optamos por fazer esse levantamento porque, afinal o mais importante agora é cuidar de quem cuida”, finaliza o Secretário.

A chefe do serviço de Vigilância em Saúde, Nádia Gonçalves, destaca que toda a equipe tem trabalho muito para que todos trabalhem em segurança em todo o processo. “Nós, da equipe de trabalho envolvida nas ações de combate a pandemia, temos trabalhado muito para tornar o processo mais rápido e suave para todos os funcionários do setor de saúde”. explica.

Para a enfermeira responsável pela Atenção Básica de Saúde, Carla Iezak, relata que é um desafio fazer o monitoramento telefônico.  ” O mais difícil é conseguir fazer com que as pessoas continuem respondendo durante o período de 14 dias e isso leva os membros das equipes de saúde a precisar fazer busca ativa, se expondo de forma constante ao risco de ser contaminado, por isso, a realização desses exames traz mais segurança aos profissionais”, relata Carla.


Categorias: Saúde,