Repescagem Vacina da Gripe


Nova oportunidade para vacinação contra a Gripe – Campanha 2021

 

 

Nesta quarta-feira, 21 de julho, terá início em Piraí do Sul uma nova etapa da Campanha de Vacinação contra a Gripe para oferecer à população mais uma oportunidade de receber esse imunobiológico.

O que você precisa saber sobre a vacinação da gripe nesse período:

Nessa repescagem todas as pessoas a partir de 6 meses de idade que deixaram de se vacinar durante a Campanha Nacional poderão ser vacinadas.

Todo o público alvo será atendido na Unidade Básica de Saúde Marcos Daniel Zanello Milléo no sistema livre demanda, ou seja, sem necessidade de agendamento. A vacinação contra a gripe será realizada enquanto houver doses disponíveis.

O município recebeu mais um lote de vacina contra a Influenza contendo 1.800 doses.

 

Esta nova fase da vacinação contra a gripe inicia na próxima quarta-feira, 21 de julho se estendendo até o dia 30 de julho ou enquanto tiver doses disponíveis, na Unidade Básica de Saúde Marcos Daniel Zanello Milléo das 9h às 11h e das 13h30 às 16h de segunda a sexta-feira.

Todas as pessoas se beneficiam da vacinação contra a gripe. Em um sistema sobrecarregado pela Covid-19, proteger-se do vírus Influenza evita idas desnecessárias aos serviços de saúde.

Apenas as pessoas com histórico de choque anafilático após doses anteriores da vacina da gripe e os bebês com menos de 6 meses é que não devem receber a vacina.

Recomenda-se que quem estiver com uma infecção que cause febre, por mais leve que seja, espere passar para receber a vacina. Isso para que uma eventual febre baixa disparada pela vacina não seja confundida com a doença.

Em relação a quem já teve Covid-19, o Secretário Municipal de Saúde, Julio Sandrini. Informa que “não existe nenhuma evidência de que o Sars-CoV-2 influencie na eficácia ou na segurança da vacina contra a gripe. A pessoa que já se curou da Covid-19, pode se imunizar tranquilamente.”

“Para que não se confundam os sintomas da Covid-19 e alguma reação da vacina da gripe, o ideal é que pessoas que estejam com suspeita ou positivadas para Covid-19, aguardem estar totalmente recuperados, com um intervalo de pelo menos quatro semanas, antes de receber a vacina da gripe” recomenda o secretário.

Quanto a poder receber os imunizantes da Covid-9 e da gripe juntos, o secretário esclarece que “devido à falta de estudos investigando os efeitos das interações entre os dois imunizantes, por ora o Ministério da Saúde sugere que não sejam aplicados simultaneamente.”

Nádia Gonçalves, chefe do Serviços de Vigilância em Saúde, orienta que “caso a data de receber as duas vacinas coincida, a do Sars-CoV-2 deve ser priorizada e a vacina da gripe deve ser agendada com um intervalo mínimo de duas semanas.”

Por outro lado, não há qualquer restrição em receber a vacina da gripe junto a outros imunizantes que não o da Covid- 19.


Categorias: Saúde,