PARCERIA MUNICÍPIO E SICREDI VIABILIZAM MELHORIAS NA LUTA CONTRA A COVID-19


Piraí do Sul recebe doação de Máscaras de Ventilação não Invasiva – VNI do SICREDI

 

A Secretaria Municipal de Saúde de Piraí do Sul, recebeu na manhã desta quarta-feira (17), a doação de 3 kits do “Movimento Respirar” que se apresenta como um auxiliar importante no tratamento de pacientes vítimas da COVID-19.

Os kits foram disponibilizados pela agência local do Sistema de Crédito Cooperativo – SICREDI e entregues pessoalmente pelo seu gerente Diony Gonçalves, ao Prefeito Henrique de Oliveira Carneiro e ao Secretário Municipal de Saúde, Julio Sandrini, juntamente com a equipe de profissionais que atuam no setor.

“O SICREDI como cooperativa trabalha com base em dois pilares, o econômico e o social, e é através da valorização dos nossos cooperados e da nossa agência, que se tornou possível viabilizar a doação desses kits do “Movimento Respirar”, os quais com certeza serão extremamente úteis nesse momento de pandemia,” afirma Diony Golçalves.

De acordo com a enfermeira Giovana Simões, que há mais de um ano atua diretamente no atendimento de pacientes infectados pelo novo coronavírus, “essas máscaras auxiliarão em muito no atendimento dos pacientes com quadros mais graves de complicações respiratórias, assim, serão de grande valia no cenário atual da pandemia, tendo em vista a falta de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (U.T.I.) na região.”

O Prefeito Henrique enalteceu e agradeceu a parceria do SICREDI, que de imediato atendeu ao pedido do município e viabilizou as máscaras por meio do projeto “Movimento Respirar” criado pelo empresário Alan Güttges da cidade paranaense de Marechal Cândido Rondon.

O projeto utiliza máscaras de mergulho tipo ‘snorkel’, adaptadas para o tratamento de pacientes com COVID-19.  O uso dessa máscara tem como objetivo prevenir a disseminação de microrganismos patogênicos de materiais contaminados e tem a mesma importância epidemiológica de promover a limpeza e desinfecção, além de auxiliar na respiração de pacientes com dificuldades respiratórias através do sistema de ventilação não invasiva (VNI), reduzindo a necessidade de terapia respiratória invasiva, ou seja, intubação do paciente.

A máscara VNI, além de auxiliar para minimizar a evolução da doença e a consequente intubação e sedação, o equipamento também ajuda no processo de desmame em pacientes que precisaram usar ventilação mecânica, podendo ser usada em casos de menor ou maior gravidade.

O kit deve ser ligado diretamente na tubulação de oxigênio e o seu uso busca evitar que o paciente evolua negativamente e necessite de ventilação mecânica. O equipamento também auxilia de forma mais eficiente a oxigenação, além do sistema de vedação das máscaras de mergulho diminuir o risco de contaminação dos profissionais de saúde que atuam no atendimento direto desses pacientes.

Cada kit é composto pelos seguintes itens: 1 Máscara de mergulho tipo “snorkel” adaptada, 2 traqueias corrugadas de PVC com 120 cm cada, 2 válvulas de encaixe Charlotte BR, 1 Válvula Dave BR, 1 Válvula Peep 5-20 cm/H2O conexão 22,3mm e 1 Válvula Venturi BR.

Para Julio Sandrini, “pelas informações que temos recebido, esse kit do Projeto “Movimento Respirar”, tem apresentado resultados bastante positivos, especialmente nesse momento em que, a falta de leitos de UTI nos hospitais de referência da região, se encontram com a sua capacidade esgotada.”

“Esses kits recebidos no dia de hoje irão auxiliar enormemente no atendimento dos pacientes com COVID-19 que necessitarem de internamento no Hospital Municipal Santo Antônio”, finaliza o Secretário.


Categorias: Saúde,