UBS vai até escola para conferir carteira de vacinação de crianças e professores em Piraí


A ação faz parte do Programa Saúde na Escola – PSE. Segundo o Secretário de Saúde, Julio Sandrini, mais do que uma estratégia de integração das políticas setoriais, o PSE se propõe a ser um novo desenho da política de educação e saúde já que permite a progressiva ampliação das ações executadas pelos sistemas de saúde e educação com vistas à atenção integral à saúde de crianças e adolescentes

A equipe da Unidade Básica de Saúde Marcos Daniel Zanello Milléo realizou, na última quinta-feira, 23, uma verificação das carteirinhas de vacinação das crianças e dos professores da Escola Municipal Odette Scaramella de Luca, com o objetivo de melhorar a cobertura vacinal na área de atuação da unidade.

A atividade faz parte do Programa Saúde na Escola – PSE e visa a integração e articulação permanente da educação e da saúde, proporcionando melhoria da qualidade de vida da população brasileira. O planejamento destas ações do PSE considera: o contexto escolar e social, o diagnóstico local em saúde do escolar e a capacidade operativa em saúde do escolar.

No momento, 10 professores foram vacinados com a dose da vacina da gripe H1N1, e 80 carteirinhas de crianças menores de 6 anos foram verificadas. Destas, 20 não haviam sido vacinadas contra gripe neste ano, especialmente para esses foram enviados um recado aos pais, indicando que deveriam levar seus filhos para serem vacinados.

A agente comunitária de saúde e responsável pelo cronograma das ações do Programa Saúde na Escola da UBS Central, Pricila Cardoso de Oliveira, diz que se sente muito feliz e desafiada em ter a oportunidade de organizar a programação. “É muito fácil você atender a uma comunidade que busca a unidade, mas em contrapartida, temos que procurar a comunidade, devido a isso estamos desenvolvendo várias atividades nesses meses seguintes nas escolas. Iniciamos com a ação de verificação das carteirinhas, em seguida teremos atividade com nutricionista, com dentista e entre outros profissionais. Como ACS e futura enfermeira me sinto lisonjeada em participar da comunidade como profissional.”, disse.

Lembrando que a Campanha de Vacinação segue até o dia 31 deste mês para o grupo prioritário, que são: Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade; Gestantes e puérperas, isto é, mães que deram à luz há menos de 45 dias; Idosos (60 anos ou mais); Profissionais de saúde, professores da rede pública ou privada, portadores de doenças crônicas, povos indígenas e pessoas privadas de liberdade e Portadores de doenças crônicas (como HIV) que fazem acompanhamento pelo SUS também têm direito à vacinação gratuita.

Segundo Resultados Parciais repassados pela Secretária Municipal de Saúde ainda falta um grande número de pessoas que compõe o grupo prioritário para receber a vacina (informações atualizadas no dia 27 de maio).

Crianças < 2 anos – 76,46% – faltam: 129

Crianças < 5 anos – 90,93% – faltam: 104

Trabalhadores de Saúde – 92,43% – faltam: 34

Gestantes – 76,64% – faltam: 64

Puérperas – meta atingida

Idosos – 98,85% – faltam: 32

Professores – meta atingida

Comorbidades – 65,38% – faltam: 547


Categorias: Educação, Saúde,